Skip to content Skip to footer

Jogadores e Empreendedores: nomes que fazem dinheiro fora dos campos

Jogadores e Empreendedores

Como todos sabem, a carreira de um jogador de futebol é curta. A grande maioria se aposenta por volta dos 35 anos, muitos preferem descanar, curtir com a família e seguir outro ramo na vida que, nem sempre é algo ligado ao futebol ou ao esporte. Mas muitos não conseguem deixar a paixão de lado e seguem firmes e forte no futebol mesmo após a aposentadoria. Listamos alguns ex-jogadores e jogadores empreendedores.

Ronaldo

Jogadores e Empreendedores
Não podemos falar de jogadores e empreendedores sem citar Ronaldo. O “Fenômeno” é um dos maiores (se não o maior) exemplo de jogador e empreendedor. Ele lançou a 9ine agência de marketing esportivo, é sócio da Rede de Academias Body Tech e, também, da marca R-9, clínica de fisioterapia e reabilitação. Recentemente, Ronaldo saiu da 9ine e atualmente controla a agência de marketing esportivo Octagon Brasil, que tem Gabriel Jesus como cliente e é sócio majoritário do clube espanhol Real Valladolid.

Pelé

Jogadores e Empreendedores
Pelé não foi tão feliz na sua vida empreendedor igual foi no campo. Entre a falência de sua construtora e o fim de sua empresa de marketing esportivo, que quebrou em meio a um escândalo financeiro, o rei amargou alguns fracassos no mundo dos negócios. Apesar os problemas como empreendedor, Pelé não tem motivos para reclamar, apenas em contratos publicitários, estima-se que o rei coloque no bolso mais de 30 milhões de reais ao ano. Aposentado dos gramados há mais de três décadas, o atleta ainda empresta seu nome a empreendimentos bem-sucedidos, como a franquia de academia Pelé Club. O investimento para abrir uma unidade da rede é de cerca de 2 milhões de reais e, embora não participe do dia a dia da operação, Pelé ajuda na divulgação da marca e recebe participação sobre os lucros.

Neymar

Jogadores e Empreendedores
No mercado desde 2011, a NN Consultoria foi fundada com foco na carreira de uma das maiores revelações da história do esporte brasileiro, Neymar Jr. O jogador e seus pais, que são sócios, fundaram a empresa com o objetivo de garantir ao atleta um suporte sólido e dedicado. Com o passar do tempo e com a evolução do craque nos gramados, a empresa evoluiu junto, desenvolvendo a capacidade de articulação para construir marcas, planejar carreiras e gerar negócios. Com uma visão estratégica de mercado, a NN Consultoria expandiu seus horizontes e passou a atuar além do ramo esportivo. Hoje, a empresa possui um portfólio que conta com nomes do esporte, da cultura e do entretenimento. Como o jogador Lucas Lima, o surfista Pedro Scooby e o medalhista olímpico Thiago Braz.

Marcos

Jogadores e Empreendedores
O Centro São Marcos é um empreendimento que o ex-goleiro lançou, em parceria com o Palmeiras e a Topper. A instituição funciona como uma clínica para recuperar atletas carentes. Além disso, o ex-jogador tem uma linha de cerveja artesanal, a cerveja 12.

Douglas

Jogadores e Empreendedores
Outro jogador que entrou no ramo das cervejas, foi Douglas, o último camisa 10, como é conhecido. Ele criou sua própria cerveja a Maestro10, além de ter a sua própria organização, ele é dono de uma escolinha de futebol, a D10, lançou a QOD Barber Shop – DOGA 10, marca de produtos para a barba.

Mathieu Flamini

Jogadores e Empreendedores
E por último em nossa lista, vamos falar sobre o jogador de futebol mais rico do mundo, é isso mesmo, o francês com passagens por Arsenal e Milan, é um bilionário, mas não pelo futebol. Ele está entre os jogadores e empreendedores mais bem-sucedidos do mercado. Flamini conseguiu sua fortuna graças a uma tacada certeira, digna dos grandes investidores. Em 2008, quando jogava pelo Milan, conheceu o empreendedor Pasquale Granata, que propôs uma parceria para criar uma empresa de combustível sustentável, em Caserta, cidade próxima a Nápoles, no Sul da Itália. E juntos criaram a empresa GFBiochemicals, que produz ácido levulínico em escala comercial a partir de biomassa. O produto é capaz de substituir o petróleo causando menos impacto ambiental.

A inovação faz a empresa ter um valor de mercado estimado em 30 bilhões de euros, segundo analistas do setor petroquímico. O jogador não revela sua participação, mas não há informações sobre outros investidores, além dos sócios-fundadores.

Em 2016, após mudar a sua sede para Geleen, na Holanda, a GFBiochemicals comprou a empresa americana Segetis, que desenvolve produtos derivados do ácido levulínico. A empresa era dona de 50 patentes relacionadas ao produto e de outras 200 ainda pendentes de aprovação.

Leia: O que é marketing esportivo?
Você conhece outros jogadores e empreendedores? Deixe seu comentário.

Leave a Comment

0.0/5

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.