Skip to content Skip to footer

Peneira de Futebol: como funciona

Se você sonha ou já sonhou em ser um jogador de futebol, com certeza já ouviu falar em peneira de futebol. E essas peneiras não são de hoje. Muitos clubes do interior usam a peneira para descobrir novos talentos. Nos anos 80 e 90, times do interior tinham muito destaque não só no futebol regional, mas como no nacional. Podemos citar o Bragantino e o Novo Horizontino, que chegaram a disputar uma final de campeonato Paulista entre eles. E, antes disso, teve o Guarani, que chegou à conquista do Campeonato Brasileiro, o único clube do interior a conquistar o campeonato nacional.

Leia: O que é marketing esportivo?

Os grandes clubes também sempre usaram as peneiras no futebol, para descobrir grandes jogadores. Nesses clubes a dificuldade era bem maior. Por exigir mais e ter muitos jogadores de alto nível, alguns craques mirins esbarravam nessas dificuldades e não conseguiam chegar a esses grandes clubes, mesmo assim não desistiam.

O lateral e capitão do Penta Cafú, é o um dos maiores exemplos de superação e insistência em relação a peneiras no futebol. Ele foi rejeitado por mais de 10 vezes nos clubes da capital Paulista nas peneiras, sendo quatro vezes só no São Paulo. Mas ele foi insistente e perseverante. Conseguiu passar na peneira do próprio São Paulo, clube que o revelou e o projetou para o futebol mundial e o resto a história foi contada.

Iniciando a Peneira de Futebol

A peneira de futebol é uma seleção feita pelos clubes. O objetivo é descobrir novos talentos para integrar as suas categorias de base. Ou seja, de todos os candidatos que participam do teste, somente alguns são selecionados para participar dos elencos dos times. Mas, por ser o início de uma trajetória no futebol, não quer dizer que você não precisa se preparar para essa etapa. Existem transições e preparações para idades, porque seria injusto um garoto de 11 anos disputar contra um de 16 anos.

Com isso, os trabalhos são feitos por etapas, os treinadores costumam trabalhar de formas diferentes, de acordo da faixa etária dos jogadores.

Transição de garotos de 11 a 12 anos

Na peneira de futebol dessa faixa etária, não deve haver preocupação exclusiva com a definição de função dos jogadores, principalmente em ambiente formal. A estruturação de espaço no campo de aproximadamente 100m x 68m não permite uma boa aplicação de qualquer que seja a posição.

O tempo de avaliação, deve permitir a realização de pelo menos seis sessões de treino, entre duas e três semanas, para possibilitar assimilação dos conteúdos vivenciados nos diferentes tipos de jogos. A análise das características do jogador deve compreender o potencial de execução de atitudes predominantemente defensivas, ofensivas ou ambas, pois compreender as características do jogador, facilita a definição de suas regras de ação.

A intervenção do treinador nos testes deve ser constante com o intuito de elevar a compreensão do jogo praticado. A ação centrada à bola é comportamento padrão desta faixa etária. Logo, desconstruir um jogo é função do treinador.
Após aprovação na peneira de futebol, geralmente, há uma pequena palestra no grupo de jogadores, disponibilizando tempo hábil para adaptação. Uma reunião com os pais pode ser realizada para apresentação da filosofia de trabalho de clube. E assim fazer a convocação do jogador.

Início da Especialização de garotos de 13 e 16 anos

No processo de avaliação desta faixa etária, deve haver preocupação com o cumprimento de uma posição específica pelo jogador. É necessário avaliar o nível de aplicação inicial de conteúdos ofensivos, defensivos e de transições.
O tempo de peneira de futebol e a realização de, pelo menos, oito sessões de treino. Elas duram entre duas e três semanas, para ter noção das características dos jogadores

A análise das características do jogador se passe pelo potencial de realização de mais de uma posição, identificando versatilidade. Caso não demonstre tais características, observar o potencial de se tornar especialista da posição que desempenha. E, para que seja possível observar essa versatilidade, deve haver um equilíbrio de jogos com dimensão e jogadores reduzidos. Poucos jogos elaborados devem fugir da lógica do jogo de futebol. Alguns jogos devem assemelhar a lógica do jogo de futebol. Para isso, deve fazer um treino de ataque contra defesa.

A ideia de jogo do treinador deve estar presente em algumas atividades por meio de conteúdos tático-estratégicos ofensivos, defensivos e de transição relativos aos comportamentos de sua equipe. O treinador costuma interver igual na categoria anterior e o processo de avaliação é o mesmo.

Após aprovação na peneira de futebol, realiza-se inserção no grupo de jogadores, disponibilizando tempo hábil para adaptação. Uma entrevista com pais deve ser feita para a filosofia de trabalho de clube ser apresentada. Além isso, uma anamnese com membros da comissão técnica para identificar histórico de treino, lesões, hábitos alimentares e comportamentais.

Especialização: Transição para base

Nesse processo de avaliação deve observar quem é competente na posição que escolheu em definitivo. O tempo de avaliação é de cinco sessões de treino, em uma semana, que são suficientes para definir a aprovação do jogador para fazer parte do elenco.

Antes de formar os times, os treinadores falam com todos os jogadores que ali estão para fazer a escolha das posições. É importante você já estar com sua posição definida e adaptado a ela. Isso costuma ser um diferencial numa peneira de futebol.

Nessa etapa, os jogos costumam ser em alto rendimento. Os atletas têm que colocar em prática o máximo que foi passado pelos treinadores. Toda a tática e estratégia, deve ser usada pelos jogadores.
Enfim, chega o momento mais esperado pelos jogadores, a hora de saber se foi aprovado ou não pelo clube. Essa etapa, não passa apenas pelos treinadores, mas, por psicólogos, nutricionista, por toda comissão médica do clube. Fazem a avaliação do perfil para ver se estão de acordo com o que o clube busca.

Acreditamos que a peneiras no futebol precisam evoluir. Grandes jogadores ficam para trás por conta da falta de um olhar clínico da comissão. Muitas vezes, por culpa do próprio jogador, que mesmo sabendo que tem um potencial enorme, não sabe explorar e lapidar esse potencial que tem si. Por isso, hoje alguns clubes preparam bem os jogadores desde o início.

Você já participou de alguma peneira de futebol? Conte para nós como foi, deixe seu comentário.

Leave a Comment

0.0/5

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.